O absinto é proibido no Brasil?

Por . em 5/11/2019

Uma das bebidas mais controversas da nossa cultura é o Absinto. Sua fama precede do alto teor alcoólico e das famosas histórias de alucinação em torno da bebida.

Com seu ingrediente principal a base da planta Artemísia absinthium e com teor alcoólico beirando os 80%, o absinto está proibido na maior parte do mundo, sendo liberado apenas na República Tcheca, Bulgária, Portugal, Espanha, Japão e Brasil. Na Inglaterra ele pode ser comercializado, mas não fabricado.

No Brasil era liberado até que um famoso noticiário em meados dos anos 2000 informou sobre os males do consumo excessivo e toda aquela fábula sobre o absinto e seus componentes. O produto teve seus 15 minutos de fama após a movimentação do governo em operações de apreensão da bebida, que deu a entender que havia sido proibida a sua comercialização, quando na verdade o Ministério da Agricultura da época apenas suspeitou de uma possível irregularidade. Depois de uma série de análises, no dia 28 de dezembro de 2000 o produto voltou a ser vendido no Brasil respeitando as leis brasileiras, com teor alcoólico máximo de 54%.

Sendo assim, o absinto depois de enfrentar diversas barreiras, se consolidou no mercado e se tornou uma bebida muito curiosa para os olhares atentos. Para quem nunca tinha ouvido falar dela, seria um desafio experimenta-la.

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas